Cuidados com a Higiene Bucal do bebê

Na nossa coluna sobre Saúde do Bebê, a querida Dra. Márcia está compartilhando com a gente como cuidar da higiene bucal dos pequenos. Já postamos aqui sobre a Dentição Completa, onde ela falou com detalhes das formações dos primeiros dentinhos, os sintomas e tratamentos.

Hoje ela fala sobre a higiene que deve ser feita na boca do seu bebê! Você sabia que muitas crianças, ainda nos primeiros anos de vida, têm cáries por falta de cuidados com a higiene bucal? Mesmo as crianças menores de um ano de vida podem ter cárie. Nesta idade, a evolução pode ser muito rápida e atingir vários dentes de uma vez só. Por isso muito importante escovar os dentinhos dos bebês mesmo após as mamadas, pois o leite também causa cárie aos dentes.

A cárie dentária é uma doença que acomete crianças e adultos e acompanha a humanidade há muito tempo. É o principal problema de saúde bucal. Resulta da colonização da superfície do esmalte do dente por bactérias que habitam normalmente a nossa boca e que metabolizam os carbo-hidratos presentes nos alimentos. Esse processo produz ácidos que vão dissolver a camada mais superficial do esmalte do dente. Com a evolução deste processo, ocorre a formação de uma cavidade que, se não for tratada, pode resultar em destruição de toda coroa dentária e em alguns casos, formação de abscesso dentário.

Não devemos subestimar a cárie no dente de “leite” com o pensamento de que este dente vai ser substituído por outro. A primeira dentição da criança exerce funções importantes no desenvolvimento da criança. Ela “guarda” o espaço e prepara o caminho para os dentes permanentes, auxiliando no correto posicionamento. É importante para a mastigação e consequentemente para a alimentação adequada. Além disso, influencia na fala, principalmente para a pronúncia de algumas palavras.

A questão estética também é muito importante. A falta de um dente pode fazer com que a criança se sinta diferente das outras, diminuindo sua autoestima e causando problema emocional/social.
E como todos sabem, a higiene dos dentes é um dos principais fatores para prevenção da cárie.

Mas, quando começar a fazer a higiene da boquinha do bebê?

Você sabia que a limpeza da boca do bebê deve ser iniciada antes mesmo de nascer o primeiro dentinho. É isso mesmo! Mas como fazer? A limpeza da gengiva, bochecha e da língua do bebê deve ser feita com uma gaze umedecida em água filtrada ou com a “dedeira”. E após o nascimento do primeiro dentinho, a higiene deve ser realizada com escova de tamanho adequado e cerdas macias e creme dental duas vezes ao dia.

Uma dúvida frequente é quanto ao uso do creme dental. Se ele deve conter flúor ou não. Alguns especialistas não recomendavam o uso de creme dental com flúor antes de dois anos de idade pelo receio da fluorose (manchas brancas ou amareladas nos dentes causadas pela exposição excessiva ao flúor no período de formação dos dentes). Atualmente, o consenso é que o mesmo creme dental do adulto, na concentração de flúor entre 1100 e 1500ppm, é seguro, desde que a quantidade utilizada seja pequena. O flúor é uma importante estratégia para prevenção da cárie.

Como saber se a quantidade está correta?

Recomenda-se que bebês menores de dois anos utilizem no máximo 15g de creme dental (0,2mg de flúor), o que corresponde a um grão de arroz cru, e para os maiores de 2 anos a recomendação é a quantidade equivalente a um grão de ervilha (0,3mg de flúor)

O flúor é tão importante para prevenção da cárie que desde 1975, a Organização Mundial de Saúde recomenda a fluoretação da água de abastecimento de comunidades. No Brasil, a obrigatoriedade da fluoretação da água foi estabelecida pela Lei Federal nº 6050 de 24 de maio de 1974 e regulamentada pelo Decreto 76.872, de 22 de dezembro de 1975. Esta estratégia é considerada a medida populacional mais efetiva e mais ampla de prevenção na área da saúde bucal. Desde então, a suplementação oral de flúor não é mais recomendada de forma rotineira em todas as regiões do país. Atualmente, somente nas regiões onde não existe água tratada é que a suplementação do flúor é recomendada.

E a visita ao dentista? Quando eu devo levar meu bebê ao dentista?

A primeira visita ao dentista deve ocorrer após o nascimento do primeiro dente ou quando a criança completar um ano de vida. É uma visita preventiva. O objetivo é acompanhar a erupção dos dentes e o desenvolvimento das arcadas dentárias. Às vezes o ato de examinar a boquinha da criança não é tarefa simples! E nesse momento o conhecimento técnico e abordagem psicológica adequada ao atendimento de crianças são muito importantes! Por isso, dê preferência ao odontopediatra. Ele é o profissional ideal para cuidar do seu bebê!

Outros cuidados que você deve ter para que seu filho tenha dentes fortes e saudáveis:

  • Amamentar ao seio é a primeira e melhor forma de estimular o correto desenvolvimento dos dentes e da face. A sucção no seio favorece o desenvolvimento da musculatura e ossos da face, evitando problemas no posicionamento dos dentes.
  • Evitar o uso de chupetas, bicos e mamadeiras. Eles podem deixar os dentes “tortos” e prejudicar a mastigação, a deglutição, a fala, a respiração e o desenvolvimento da face.
  • Você deve fazer a limpeza dos dentes após as mamadas e após cada refeição e também após uso de medicações (xaropes) adoçados.
  • O uso do fio dental está indicado quando os dentes estão juntos, sem espaços entre eles, uma vez ao dia.
  • Evite adoçar os alimentos ou oferecer balas, doces e guloseimas, principalmente nos intervalo das refeições, pois eles facilitam o aparecimento de cáries. Se não for possível evitar, escove os dentes das crianças após comerem esses alimentos.

quem faz parte desse post

Fotos via: The clip arts | Be Calm Baby

Deixe seu comentário