Tudo sobre Fotografia de Newborn – com Renata Freire

Uma das minhas dúvidas antes de fazer o ensaio de Newborn era: “isso é realmente necessário?” Eu demorei um pouquinho para fazer, na realidade era melhor eu ter feito com poucos dias de nascida, teria sido mais fácil, e ela teria ficado mais quietinha! Mas, a titia Renata Freire arrasou e mesmo com 20 dias as fotos ficaram lindas demais! Eu tive certeza que fiz a escolha certa em fazer essas fotos, já olho para elas com saudade. Cada dia a Chloe está mais diferente e não para de crescer! Não que eu não esteja amando, ela está cada dia mais gordinha e eu mais apaixonada.

O post de hoje é especial para as mamães que querem conhecer mais sobre fotografia de Newborn com a  talentosa Renata Freire. Vocês saberão mais sobre ela e como tudo funciona, o que é preciso levar, quando e onde.

1 – O que é?

Newborn significa recém-nascido em inglês, e esse é um tipo de fotografia muito comum nos Estados Unidos, Inglaterra, Canadá e Austrália. Esse estilo de ensaio chegou ao Brasil nos últimos anos e vem se popularizando bastante. O bebê é fotografado nos primeiros dias de vida de forma orgânica, em poses especiais, em uma combinação perfeita de luz, temperatura, fundos e acessórios.

2 – Com quem fazer?

Esse é um estilo de fotografia muito específico e requer profissionais treinados para lidar com os bebês. Não basta simplesmente saber fotografar, é preciso muita técnica, cuidado, paciência e carinho para poder colocar os bebezinhos nas poses corretas, garantindo que eles estarão seguros e confortáveis durante todo o tempo.

Algumas poses que nós vemos na internet são montagens feitas no Photoshop. Os recém-nascidos não se sustentam apoiados sozinhos com as mãos no queixo, por exemplo. E, sempre que o bebê estiver em um balde, pode ter certeza que existe uma pessoa próxima garantindo que ele estará seguro e com assistência.

3 – Onde encontrar um profissional especializado?

Esse é um estilo de fotografia relativamente novo aqui no Brasil, mas já existem alguns bons profissionais com especialização para realiza-lo. A melhor maneira de encontrar fotógrafos de newborn é através da ABFRN, a Associação Brasileira de fotógrafos de Recém-nascidos. No site da associação (http://abfrn.com.br/) é possível fazer uma busca por região.

Apesar do custo da sessão ser um fator decisivo, procure não se influenciar muito por ele. O custo do ensaio varia de acordo com a  região e o fotógrafo. Procure um prestador de serviços qualificado, que faça você se apaixonar por suas fotos e que ofereça um valor de acordo com seu bolso.

4 – Quando agendar?

Depois de encontrar o fotógrafo certo, o próximo passo é entrar em contato e pré agendar a sessão. Os ensaios devem ser contratados com antecedência, antes mesmo dos bebês nascerem. Isso vai garantir que o fotógrafo esteja disponível e tenha flexibilidade na agenda para realizar as fotos quando seu filho nascer. Assim que o bebê nascer a data certa será definida.

5 – Quando fazer o ensaio?

Os Recém-nascidos dormem profundamente, ainda tem poucas, ou nenhuma cólica e são muito flexíveis, por isso, o ideal é fazer as fotos durante o primeiro mês. Preferencialmente entre 6 a 14 dias de vida. Este é o período ideal para conseguir aqueles clicks incríveis que transmitem a paz dos primeiros dias do seu filho no mundo.

6 – Quanto tempo leva?

Cada sessão leva em torno de 3 a 4 horas, sempre respeitando o tempo do bebê e as paradas normais para mamadas, troca de roupas, fraldas, mudança de cenário e etc. A duração do ensaio vai depender do ritmo do bebê. Este é um tipo de fotografia onde a paciência é fundamental e a prioridade é sempre o conforto e a segurança do bebê.

7 – Onde é realizado?

Os ensaios podem ser realizados na casa do cliente, onde será necessário um cômodo com espaço livre para a colocação do puff e arrumação dos cenários, e ainda, uma boa iluminação natural. Ou serão realizados em um estúdio preparado para receber os recém-nascidos. Isso vai depender do fotógrafo escolhido.

8 – Preciso levar algo?

Serão fornecidos todos os acessórios, como cestas, mantas, gorrinhos, chapéus e laços, tudo limpo e higienizado a cada sessão. Você também pode trazer algum objeto de valor afetivo para incorporar nas fotos, como uma manta feita pela avó ou um bichinho especial.

9 – Quem levar?

No dia das fotos o foco total é o bebê. É importante haver muita paz e tranquilidade no ambiente: os recém-nascidos são extremamente sensíveis e captam qualquer sintoma de nervosismo, o que pode torná-los estressados e agitados. Por isso, a recomendação é que nesse dia somente a mãe ou os pais estejam presentes no ambiente e se necessário, haja no máximo uma pessoa a mais. Deixe para depois a surpresa das fotos para o resto da família!

Os irmãozinhos também são bem vindos neste dia especial, mas o ideal é que as fotos sejam feitas no início ou no final da sessão, para dar tranquilidade ao bebê durante o restante do ensaio.

10 – O que esperar?

É importante ter em mente que cada bebê é único e desde os primeiros minutos de vida já tem personalidade própria. Por isso, cada bebê se comporta de um jeito durante o ensaio. Alguns dormem mais profundo, outros são mais sensíveis, uns fazem todas as poses com facilidade, outros não fazem…

As sessões são sempre imprevisíveis, mas um fotógrafo especializado vai saber lidar com cada tipo de bebê garantindo o melhor resultado final.

Demais, não é mesmo? Adoramos todas as dicas e informações! Em breve vamos dividir com vocês as fotos da Chloe (estão liiindas!). Por enquanto, curtam esses bebês fofos, sob as lentes da Renata Freire! 🙂

Sobre a Renata Freire

 Em fevereiro completo 3 anos que fiz o meu primeiro curso de fotografia Newborn e de lá pra cá eu só me apaixonei cada vez mais por esse trabalho. Eu sempre tive um encantamento muito grande por bebês, quando algum conhecido tinha neném eu ficava louca pra ver pelo menos uma foto. Tinha também aqueles papéis de carta da Anne Guedes e ficava babando nas fotos sem nunca imaginar que um dia eu poderia fazer algo parecido.
 
Eu fui parar na fotografia profissional meio que por acaso. Eu sou formada em Desenho industrial e trabalhei com design gráfico durante 10 anos, até que um dia eu estava super insatisfeita com meu emprego e pedi demissão assim no susto. O óbvio seria procurar outro emprego mas o mercado estava tão ruim que fiquei desanimada e foi aí que veio a ideia de trabalhar com a fotografia. Eu já fotografava por hobby há alguns anos, mas nunca tinha pensado em trabalhar de fato com isso. No início eu anda fiquei fazendo alguns trabalhos de freelancer em design até que larguei de vez.
 
A escolha pela fotografia de família foi muito clara, eu queria fotografar pessoas felizes em seus melhores momentos. E nessa época a fotografia Newborn já estava começando a se popularizar e eu consegui um curso aqui no Rio com uma fotógrafa de Sp. O curso durava um dia inteiro mas quando chegou a parte prática com bebês eu já sabia que era exatamente aquilo que eu queria fazer!
 
É muito gostoso poder registrar esses primeiros dias de vida, e olhar para os pais no meio de uma sessão e ver o olhar de apaixonados deles admirando o seu bem mais precioso. É um trabalho de muita dedicação, paciência, cuidado e acima de tudo amor!”
 

Em relação ao meu trabalho, eu comecei fotografando na casa dos clientes mas em 2016 eu montei o estúdio e agora tenho dado preferência a fazer os ensaios aqui. Na casa do bebê nem sempre existe espaço e iluminação adequados, além de ser um desgaste grande levar todo o material necessário. O estúdio já é um ambiente preparado para as sessões e eu conto com mais variedade de acessórios.