Categorias coluna do papai

{Coluna do Papai} Laços entre Pai e Filha

Domingo será um dia muito especial, em que celebramos a grandeza e amor de todos os pais. E hoje quem veio compartilhar desse amor com a gente é o papai Lícius, pai da Chloe, dividindo conselhos inspiradores que farão seus maridos/pais refletirem a serem alguém que esteja sempre presente e constante, alguém que seja a força e a estabilidade mesmo nos momentos mais difíceis dos seus filhos.

Por que elas/eles gamam em nós, sendo que ficaram na barriga das mães?
Eles ficam 9 meses igual carrapatos e, em pouco tempo, se amarram na nossa!  Além de virem com a nossa cara (é o que dizem, hahahaha).

Mas, por que os bebês têm tanta atração pelos pais? É simples. Os bebês, quando ainda estão na barriga, não ouvem a voz da mãe como ela realmente é. É igual quando a gente se ouve falando ao microfone ou em uma gravação. É comum acharmos nossa voz super estranha. Isso acontece porque nós, quando falamos, não ouvimos apenas o som que é propagado pelo ar ao sair da nossa boca e que chega aos nossos ouvidos. Nós temos a transmissão do mesmo som por outros meios.

As vibrações chegam ao nosso sistema auditivo transmitidas pelos nossos ossos do crânio, e também atravessando a barreira entre as cordas vocais e os receptores auditivos. Fazendo esses caminhos diferentes, chegam pra gente sons com características modificadas em relação ao som que os outros ouvem, que é simplesmente o transmitido pelo ar até os ouvidos deles.

Os bebês, por sua vez, ouvem as vozes dos pais com menos “alterações” que as das próprias mães. Assim, quando nascem, eles reconhecem a voz do pai e, caso tenham conversado bastante com eles quando ainda estavam na barriga, é mais provável que eles grudem no que eles reconhecem!

 

Você será o primeiro grande amor da sua filha.

Você não consegue imaginar lá na frente? Sua filha saindo com um namoradinho?

Pois bem, saiba que você é o maior responsável pelo estilo do “canalha”.
Você é quem vai mostrar e ensinar pra sua filha sobre o sexo masculino.
Você é o primeiro homem da vida dela, e a forma com que você a trata vai ter uma influência muito grande pela forma que ela vai passar a enxergar os homens.
Você é o primeiro cara que ela vai amar loucamente (amor e paixão), e vai ser o primeiro que ela vai querer agradar e acertar.
Você é o primeiro que vai dizer “não” para educá-la e ser rígido com ela.

Todas essas atitudes vão ter uma influência grande sobre ela e vai ter um papel fundamental na forma que ela vai se relacionar com o sexo oposto no futuro.
Ela também vai percebendo, cada vez mais, a forma como você trata a mãe dela e vai correlacionar ao que ela viverá lá na frente com um namorado. Ela vai criar expectativas do que ela deve esperar de um relacionamento com um homem.

Seja carinhoso e amoroso, sem perder a firmeza.
Se você passar pra ela que ela é amada, se tiver carinho, se ela perceber em você equilíbrio e coerência, ela vai aprender a se sentir segura e amada e vai ter mais confiança nas suas relações futuras com outros homens.
Agora, se ela não tiver segurança e confiança em você (quando digo você digo nós), baseadas numa relação de amor, ela vai sofrer, por falta dessas coisas, pela vida inteira. Isso aumenta a chance dela ser atraída por homens que não serão bons para ela, afinal, essa é a forma que ela aprende de como “os homens são”. Ela verá essa situação como normal. Vai pensar: “Se meu pai me trata assim, então todos os homens devem ser assim.”
Então, se você não quer um canalha (agora sem aspas) “pelando seu saco” daqui uns anos, não seja um hoje! Mostre pra ela como caras legais são!
E, se bobear ela vai querer ficar mais contigo do que com o “canalha”, rsrsr.

Tempo de Qualidade!

Hoje a coisa mais escassa do mundo é tempo. Desde o Tsunami nas Filipinas, o eixo da Terra foi deslocado, e o dia passou de 24 horas para 2 horas apenas. Então, temos apenas 1 hora pra dormir e outra uma para o resto todo.
Pois é, não é assim mas é – muitas vezes -, como se não tivéssemos nem uma hora por dia para dar atenção genuína! SEM CELULARES, SEM NOTICIÁRIOS, SEM FUTEBOL, SEM TRABALHO.

O tempo que passamos com elas e para elas é fundamental. O tempo é o espaço que você precisa para dar alimento emocional para ela: amor, carinho, humor, atenção, brincadeira. E não podemos nos enganar: crianças são muito mais espertas e observadoras do que pensamos. Isso quer dizer que estar do lado mas “ausente” não vale! Conversar com ela falando “Uhum” e continuar olhando para o celular não adianta! Não tem qualidade e não vale! Pense como você gostaria de ser tratado quando era pequeno.

Me lembro uma vez que eu queria fazer uma arminha de madeira para brincar de polícia e ladrão. Onde eu morava tinha uma marcenaria e o marceneiro era nosso amigo (na verdade, onde eu morava todo mundo era conhecido de todo mundo). Eu fui lá pedir para o marceneiro me ajudar. Pois bem, ele me fez carregar uma pilha (enorme) de madeiras de um lugar para outro porque assim ele me ajudaria. Sorte que a arma era de madeira! hahahaha (brincadeira, por favor! Sou da paz).
Mas, eu saí dali pensando: “Quando eu for adulto eu vou tratar bem as crianças”.

Então, essa é a nossa vez! Faça ela se sentir valorizada. Faça ela sentir que aquela atenção é exclusiva para ela e que você não está dividido.
Quando ela te chamar para falar alguma coisa, mesmo no meio de outras pessoas, abaixe, fique no “mundo” dela, lá embaixo, e pergunte o que ela precisa falar. Brother, ela vai perceber que ela tem valor para você, mesmo no meio dos “grandes”. Olhe nos olhos, responda sempre que possível. É lógico que existem situações que não permitem que o façamos e não podemos também confundir o pensamento dela de forma que encarem o “ele me dá atenção” com “eu sou o centro das atenções”. Equilíbrio, esse é um dos nossos desafios.

Mas, em resumo, não negue seu tempo hoje para ela. Lá na frente você vai implorar por mais um tempinho com ela e se arrepender pelo pouco que teve antes.

Bom, a vida é muito mais fácil com peitos! Alguma facilidade a gente tinha que ter a mais, né? Então, não fiquem chateadas. 1X1. Ou melhor, 2×1 pra vocês ainda, se é que me entendem! rsrsrs

quem faz parte desse post

Fots: Pitanga Fotografia

Deixe seu comentário

Publicidade

Junia Lane