Minha Filha Não Quer Comer – Mudanças do bebê

Nada é tão desesperador do que saber que seu filho precisa se alimentar e você simplesmente não consegue fazer com que ele coma. É angustiante!

A Chloe resolveu fazer greve de fome semana passada. Não me pergunte o que aconteceu porque eu não saberia explicar! Já procurei mil motivos, mas nada justifica.

A fruta que ela mais ama, parecia que tinha mudado de sabor. Os horários, a cadeirinha, a forma e a dinâmica pareciam estar completamente invertidas. Tiveram refeições que ela só comia uma colheradinha, e outras apenas 4 colheradinhas. Para completar, fui atrás da mamadeira que sempre salvou nesses momentos, e para minha surpresa ela também negou.

Desde que a Chloe nasceu, ofereci mamadeira em paralelo. Na minha ausência, ela sempre mamou o meu próprio leitinho desta forma. Depois disso, veio a água, o suquinho, os leites vegetais, e a aceitação sempre foi ótima. Então, foi um susto para mim! Como assim ela não gosta de mamadeira? Da noite para o dia ela parou de aceitar todas as coisas na mamadeira.

(pausa para choro intenso de mãe)

Só restou oferecer mamazinho da mamãe. Esse ela não negou. Ufaaaa! Mas com 8 meses a quantidade de leite para deixá-la satisfeita é enorme! Então, nem preciso falar que ela mamou insanamente esses últimos dias, não é mesmo? Fiquei me sentindo um saco vazio, tipo peito invertido, existe isso? hehehe.

Até o meu cabelo que havia parado de cair, voltou com força. Parece que regredimos.

O QUE FAZER?
Corremos para a pediatra, para os livros, para a vovó, para a irmã e para as amigas mamães com mais experiências… Cada uma disse uma coisa, encorajou de uma maneira e, de coração, ter compartilhado com outras pessoas deu um grande alívio e me fez sentir que não estava sozinha. Já falei um pouquinho sobre a importância de fazer parte de um grupo de mães por aqui, quem não tiver um grupo de mães aproveite para fazer parte de um antes dos problemas chegarem!

Mesmo com tantos conselhos, tantas dicas, a decisão dependia apenas de mim.
Uma coisa que eu sempre ouvi e não sabia que eu já tinha era o instinto materno.
Só a mãe sabe o que fazer, como fazer, quando fazer. Mãe é mãe. Vai errar? Vai sim! Mas vai acertar mais do que qualquer outra pessoa! Cada uma sabe o que é melhor para o seu filho.

E, quer saber? Segui meu coração, juntei tudo fiz o que eu achava que deveria fazer:

Primeira coisa foi tentar me acalmar e orar muito;
Comecei a oferecer a comida mais cedo;
Tirei ela da cadeirinha em algumas refeições, e em outras trocamos a cadeirinha de posição para ela não se sentir presa;
Dei mais opção e autonomia na hora das refeições. Ela que não tinha feito refeições com a própria mão, amou;
Troquei mamadeiras por garrafinhas de plástico e copos de vidro. FUNCIONOU!;
Diminuí a quantidade de mamadas durante o dia.

O que vocês acham que aconteceu? Funcionou?
SIM! Funcionou!!

No primeiro dia, ela comeu tudo praticamente sozinha e com as mãos. Depois, nos dias seguintes, voltou bem lentamente a aceitar algumas colheradas. Ouvi a pediatra, que deu a ideia de oferecer fruta antes das sonecas ou dos passeios da tarde (dependendo do horário), e ela gostou disso, passou a comer mais!
É importante ressaltar que não a forcei a comer, para não prejudicar e/ou criar traumas relacionados a comida.
Bebo água perto dela para ela se motivar e beber também, e ela segue exatamente meus movimentos. Uma gracinha.

Acredito que a Chloe e eu vamos passar por muitos momentos como esse; nem sempre teremos explicações, apenas acontecerá e teremos que nos adaptar, reorganizar e tentar passar sem traumas por todas essas fases.

 

Deixe seu comentário

4comentários

  1. Fernanda Melo - 11 de setembro de 2017 às 16:25

    Que bom que ela voltou a comer melhor. Gostaria de dicas de como você prepara os alimentos para o almoço e jantar, como faz os leites vegetais, etc. Beijos e amo o blog de vcs!

    1. Lápis de Mãe - 11 de setembro de 2017 às 16:52

      Oi Fernanda! Já fiz um post sobre a Introdução Alimentar da Chloe e as comidinhas que costumo dar a ela nesses horários.
      Vc pode ver aqui -> http://lapisdemae.com/introducao-alimentar-da-chloe/

      Também já fiz receitinhas de leite vegetal, pode ver aqui -> http://lapisdemae.com/receitinhas-como-fazer-leite-vegetal-rapido-e-facil/

      Espero ter ajudado! Obrigada pelo carinho 🙂

  2. Larissa Porto - 11 de setembro de 2017 às 19:59

    O importante mesmo é ter calma, paciência, que tudo se ajusta. Esses momentos voltarão a acontecer mesmo. Meu filho tá com um ano e 7 meses, e vira e mexe, ele deixa de gostar de algum alimento que antes amava. Já percebi que qdo eu fico menos calma qdo ele cospe tudo ou bate na colher ou joga a comida fora, é pior tb. Qdo eu tento manter a calma, parece que é melhor, e ele ainda come algo. Já tem semanas que ele come tudinho, e quer mais. Vai entender…

    1. Lápis de Mãe - 13 de setembro de 2017 às 14:55

      Eles percebem tudo, não é mesmo? São os espelhos dos nossos sentimentos!! hehe