Minha alimentação pós-parto

Se eu pudesse traduzir esses primeiros dias desde que a Chloe chegou com uma palavra seria: amamentar. Acho que é isso que eu faço 95% do tempo.

Nos outros 5% eu como, como de comer mesmo!rs. Amamentar dá uma fome doida! Ainda estou para comprovar o papo de que amamentar emagrece, porque do jeito que eu estou comendo não sei se vai dar para emagrecer! hehehe. Não sigam o meu exemplo! Não que eu esteja preocupada com isso agora, na realidade estou e não estou. Curto cada minutinho tanto da minha garotinha quanto das minhas refeições, sem peso na consciência.

A preocupação atual é o que comer! O meu lema é: Tem vitamina? É saudável? É nutritivo? Ajuda na produção do leite? Então, é muito bem-vindo! Isso é tudo que importa. Não adianta tentar voltar para o peso anterior logo de cara, é preciso ter equilíbrio para fica satisfeita e bom senso nas escolhas. Sim, eu acredito nesse papo que eu me alimento tanto para mim quanto para a minha filha quando se trata de qualidade.

No primeiro retorno ao médico, dez dias depois, eu havia perdido 10KG! UAUUUU fiquei tão, tão feliz que pensei que seria moleza… mas no retorno de quarenta dias pós parto não havia emagrecido 1kg se quer. Fiquei chocada, foi por isso que parei de acreditar que eu poderia comer à vontade só por estar amamentando.

Sempre dei muito valor para alimentação! Gosto de fazer boas escolhas e tento ao máximo ter uma alimentação saudável. Antes de ter a Chloe havia um ano que eu tinha escolhido ser vegana, ou seja: nada de procedência animal e seus derivados. Mas quando engravidei senti desejo de ovo cozido (não me perguntem a razão, pois não saberia explicar!rs) então, voltei a ser apenas vegetariana durante a minha gestação. E os médicos que raramente são a favor de uma alimentação assim vibraram por saber que eu estava pelo menos comendo ovos.

Mesmo depois que a Chloe chegou eu continuei com a alimentação vegetariana! Atualmente aposto nos vegetais, cereais, castanhas e tenho testado os grãos. Gosto de todos mass não são todos que dão certo por conta dos gases na bebê. É bem difícil a parte dos gases, o assunto vai render porque estamos sofrendo e nos adaptando com isso! Mas em um futuro post falaremos mais, ok?

Normalmente eu tenho 3 ou 4 refeições no dia. Sinto fome nas madrugadas e logo na primeira semana abria uma exceção e beliscava alguma coisa, mas atualmente eu não me dou mais esse luxo! rs. O que aconteceu comigo, e pode acontecer com você também, é confundir a sede, que é enorme, com a fome. Então quando era para estar bebendo água, estava ingerindo alimentos! Tudo errado (Cuidado!)!!

Existem alguns alimentos que aumentam a produção de leite, pelo menos é o que a minha avó e a minha mãe dizem! hehehe. Então, logo nos primeiros dias tivemos muita canjica, cuscuz de milho, leite de castanhas, inhame, chazinho de erva doce, gergelim, arroz integral e por aí vai… Além disso, eu fui muito mimada pela titia Marcelle, que trazia receitinhas sem lactose e sem glúten, fora os bolos integrais de banana com canela (AMO, AMO, AMO! E já estava com desejo faz tempo). Ah! E se você mora no RJ, pode até encomendar muitas delícias com a Marcelle!

Outro ponto importante que mudou completamente depois que eu comecei a amamentar, foi a quantidade de água que bebo! Todo mundo sabe que tem que beber muita água, não é mesmo? Mas esse nunca foi meu forte, acabava esquecendo de beber ou esperava sentir sede. Mas nessa fase bebo muita água. A empresa que entrega água aqui em casa está amando! hehehe.

Café da manhã

Atualmente meus cafés da manhã têm:
Mamão com granola;
Um super prato de frutas;
Uma vitamina de morango, banana e sementes (não é sempre);
Tapioca ou pão integral;
Ovo ou tofu.

Suco verde, ou com muitas frutas e raízes na centrifuga, no meio da manhã ou antes do café da manhã.

O almoço

Meus almoços normalmente têm:
Muito verde;
Arroz integral ou o branco mesmo;
Feijão ou lentilha e algum legume no forno como abóbora, beringela, abobrinha e etc…

O jantar

Dependendo da fome e do cardápio, é a mesma coisa do almoço, ou um lanche com frutas secas, pão integral com tahine, canjica e por aí vai…

P.S.: Coisas que eu gosto de ter fácil para comer qualquer hora que bater a fome, ou quando vem a vontade de comer doce: tâmara, coco seco fresquinho, abacaxi congelado (pensa em um negócio bom), nozes e ameixa.

Espero que com essa experiência você perceba não é tão difícil como a gente imagina e que a única coisa que você precisa é descobrir o que é melhor para você, seu corpo, para o seu paladar e o que faz bem para o bebê também!

Deixe seu comentário

7comentários

  1. Nathalie Valmoré - 20 de Fevereiro de 2017 às 16:45

    Junia, nos primeiros 3 meses, evitei feijão e grão de bico, pois observei que isso dava muitos gases nele. Tenta retirar isso por alguns dias… de repente dá certo! Reinteoduzi aos poucos após esses 3 meses e ele nunca mais sentiu cólica. Foram 2 episódios desesperadores de dor no pequeno quando comi feijão e grao de bico. Espero que dê certo com vc e a pequena Chloe pare de sofrer logo! 🙏🏻
    Beijão!!!

  2. Rafaela - 20 de Fevereiro de 2017 às 17:45

    Eu tb sentia muita, muita fome quando estava amamentando minha filha. E levei quase um ano para voltar ao meu peso habitual… mas a minha única preocupação era nos manter nutridas!
    Me dava mto desespero quando as pessoas falavam q estavam super magras de tanto amamentar porque eu tinha muito leite, minha filha mamava muito, ganhava peso e nada dos meus quilinhos irem embora! rs
    Agora, um ano e quatro meses depois, estou mais magra do que antes da gravidez e sigo amamentando!

  3. Bruna - 20 de Fevereiro de 2017 às 19:02

    Só não gostei mais desse post porque não tem as receitas! Como faz pra conseguir a do manjar e dá cestinha de mandioquinha??

    1. Marcela - 27 de Fevereiro de 2017 às 17:49

      Oiê!
      Adoraria ter as receitas dessas Delicias! Se puderem, compartilhem com a gente.
      Já faço o mingau Power e a minha filhote adora!

  4. Naiara - 28 de Fevereiro de 2017 às 20:11

    Meninas precisamos dessas receitas. Por favor!

  5. Bruna Bonatto - 10 de Março de 2017 às 16:55

    Ju, como faz pra conseguir as receitas?
    Bjs

  6. Tatiana Evagelidis - 12 de Abril de 2018 às 22:48

    Poxa, vocês podiam muito compartilhar as receitas!
    Fiquei aqui babando com esse bolo gelado 😱