Categorias Sem categoria

Grupo dos Alimentos – Esqueminha da Bela

Olá mamães! Vocês já repararam como eu gosto de falar das comidinhas e da alimentação da Bela, não é mesmo? Acredito que esse começo, além de muito amor, carinho, estímulo, brincadeiras, etc, a alimentação é fundamental. Estou tentando criar bons hábitos e preencher “a página em branco” que é o paladar e as escolhas da Bela da melhor maneira possível. Daqui a pouco ela estará falando e vai dizer exatamente o que quer comer, então espero que ela goste do que for saudável (além das besteirinhas que será introduzida nas festinhas e escolinha, não tem jeito, rs).

Por enquanto eu escolhi oferecer uma dieta vegetariana. Toda a minha família é vegetariana, e eu fui criada assim (embora seja a ovelha negra atualmente, rs) então, por enquanto a Bela será também. Algumas mamães me perguntam como substituir, se não vai faltar nenhum nutriente (especialmente B12). Vou escrever um post só sobre isso, ok? Aí divido algumas receitas bem legais e gostosas que faço para a Bela. Espero que vocês gostem também. Mas, só para adiantar o assunto, eu dou ovo umas 4x na semana. Rico em proteína, é um alimento completo (só perde para o leite materno, rs). Sempre opto pelos caipiras orgânicos. O ovo é coringa! Fica perfeito para fazer crepioca, panquecas, bolinhos, assados e tortinhas… Nos dias em que a Bela não come algum grão direito, eu faço um omelete com feijão fradinho ou lentilha e vai que é uma beleza! No café da manhã combina bem com chia, aveia… Por aqui é muito amado!

Eu contei para vocês nas redes sociais que a nutricionista Tatiana De Vuono da Criança Bem Nutrida nos acompanha desde o começo. Achei fundamental ter um profissional me auxiliando, e procurei a Tati porque ela combina muito com o estilo que quis seguir: Introdução Alimentar Participativa e, ela estimula muito a amamentação. No começo fazer as comidinhas, preparar, congelar ou não, onde comprar, o que comprar, como misturar e balancear, parece um bicho de sete cabeças. Depois que temos o caminho, tudo fica mais fácil, fica natural. Eu gosto de inventar, criar e improvisar. São muitas refeições num dia, na semana, no mês. Tento equilibrar com o que tem na geladeira, mas sei o que não pode faltar no pratinho da Bela.

O site da nutri Tati é bem completinho e tem várias dicas lá. Ela atende à domicílio aqui em São Paulo e sempre adoramos as visitas (sem pressa, acompanhando uma refeição). Gosto porque ela pergunta nossa rotina, nossos horários, o que o Diego e eu gostamos de comer e faz um cardápio de acordo com a nossa vida. Legal, neh? E também dá várias dicas de preparo, sites para comprar alimentos orgânicos, suplementos, etc. Quando tenho uma dúvida ou outra ela me ajuda pelo whatsapp 🙂

Hoje vou dividir com vocês o esqueminha dos grupos alimentares e quantidades da Bela. Seguindo é fácil saber o que preparar e o que tem que ter no pratinho do bebê. Eu contei sobre o começo da Introdução Alimentar da Bela nesse post aqui, caso vocês queiram saber/acompanhar. Lembrando que as quantidades variam de bebê para bebê, de dieta para dieta. É apenas um “norte”, ok? Nem sempre eu consigo seguir essas quantidades, é tudo muito dinâmico (vocês sabem bem como é, né?!)

Se tiverem alguma dúvida e eu poder ajudar, comente abaixo. Ah, e sugestões para futuros posts também são bem-vindas!

Algumas dicas de como fiz:

– Comecei oferecendo apenas 3 alimentos. Repeti por uns 3 dias, mas logo mudei.
– O grupo das leguminosas geralmente fica para o sétimo/oitavo mês, mas eu comecei antes porque a Bela não come carne.
– Sempre deixo os grãos de molho de um dia para outro com algumas gotas de limão. É ótimo para absorver bem o ferro.
– Depois de umas 2 semanas oferecendo os alimentos apenas no vapor (cozidos com alecrim ou alguma erva) passei a refogar com cebola, alho e azeite.
– Bebês precisam de óleo, então, uso no preparo e depois. Encontrei um azeite orgânico da marca Andorinha e também uso o óleo de linhaça (gosto esquisito) rico em ômega 3 – esse é só depois da comida pronta.
– Congelar os alimentos ajuda muito no dia a dia, mas os fresquinhos são mais amados, sempre! Hoje tenho sempre arroz integral, feijão, lentilha, grão de bico congelado para emergências.
– Ovo, glúten e peixe podem ser oferecidos a partir de 6 meses (diferente do que muitos pediatras indicam). Isso não é coisa da minha cabeça, mas sim do Manual de Pediatria Brasileiro. O motivo é que se introduzido logo no começo a criança tem menos risco de alergia. Eu dei ovo cozido para a Bela lá pros 7 meses porque a IA aqui foi beeem lenta (ela só queria saber de mamar no primeiro mês, rs). Dei um pedacinho beeeem cozido e bem miudinho para fazer o teste.
– Tente amassar os alimentos ou dar em pedacinhos. Triturar perde as fibras e é tão legal quando eles conhecem a textura, cor e sabor de cada alimento. Isso evita que o bebê/criança mais velha não consiga mastigar ou tenha ânsia de vômito ao provar uma abobrinha, por exemplo.
– Bebês não tem nosso paladar. Eles não sabem o que é sal, então, podemos evitar nos primeiros meses. A minha intenção é introduzir o sal rosa quando a Bela completar um aninho.
– Conforme a nutri e muitos estudos, evitar ao máximo açúcar. As frutas são doces e saborosas. Já testaram adoçar com tâmara, damasco, uva passas e ameixa? São perfeitas! Ah, a banana também adoça tudo, mas por aqui, banana só há 16km de distância, rs.
– Até um ano, não dar as castanhas e oleaginosas. Muito risco de alergia. E o mel também.
– A hora do papa sempre é divertida e especial. Não precisa de televisão, os alimentos podem ser oferecidos e apresentados da melhor maneira possível, e não precisam ser “mascarados”.
– Sempre fale para o seu bebê que é uma delícia e faz bem. Eles entendem! Se você comer junto, melhor ainda! Crie uma rotina gostosa para “a hora do papá”.
– Procure fazer pães caseiros. O pão de mercado/forma é cheio de conservante (já repararam que eles estão fofinhos até depois da validade?)

Ai, tenho mais coisas para falar, mas o post vai ficar grandão! Cenas para os próximos capítulos! E vamos lá! Muita força até nos dias em que o bebê não aceita nada ou joga tudo para o alto! rs

Deixe seu comentário

16 comentários

  1. Oi, tudo bem? Gostaria de saber, em relação ao método blw, para introduzi lo só posso começar com 6 meses? E o bebe tem q estar só no peito? Posso começar antes dos 6 meses? Obrigada!!!!

        1. I agee with the analysis. I view the situation in quite sipimistlc terms. If they are building additional terminals at the airports, they need planes to fly to them! These cannot simply be filled with Royal Air Maroc planes, therefore a compromise has to be reached with the low cost carriers, otherwise these new terminals will be white elephants!

    1. ,It's good to hear of positive experiences (especially stability) with NetBeans 7.0 Beta 2. I'll probably download and install that later this week so that I can take advantage of further JDK 7 features.I agree that it's difficult to argue with the simple elegance of Grvy&oo#39;s . I wish we had that in Java.Dustin

  2. Oi!!!! Eu tenho uma bebê de 9 meses e acompanho você e a Bela a um tempinho. É muito bom ouvir suas experiências com ela pois conforta muito a gente… saber que alguém passa por algo parecido com o que estamos passando é como um abraço!

    Eu ainda não tive a sorte de encontrar uma pediatra boa para minha filha (e para mim tb…) e vivo cheia de dúvidas. Eu amamento minha filha bastante ainda… inclusive ela mama todos os dias 6h da manhã (quando acorda), 14h (e depois 15-16h come frutinha) e antes de dormir….E A MADRUGADA TODA…rs

    Como você faz com a Bela? Ela mama bastante também?

    beijos

    1. Joyce, que amor! Obrigada pelo carinho!
      A Bela tem mamado cada vez menos. Mas, tem dias que ela pede mais, dias que come menos… vai variando. Acho que a transição amamentação e alimentos sólidos tem que ser gradativa e natural. No tempo do bebê. Sempre ofereças as comidinhas.

      Aqui tem sido mais ou menos assim: de manhã, antes da soneca da manhã e antes da soneca da tarde, antes da janta (as vezes), na hora de dormir (bastante) e se acordar de madruga.

  3. Acho importante frisar que o mel não deve ser oferecido para os bebês antes de 1 ano não pq pode causar alergia, mas pode causar botulismo infantil, uma intoxicação que afeta o sistema nervoso por conta dos esporos naturalmente encontrado no produto, porque os bebês não tem flora intestinal para combater. Na vontade de dar o melhor para o bebê comer, muitas mães podem cair nesse erro, mas a indicação de não adoçar é a melhor saída…nem com mel!! (Obs: Não sou mãe ainda, acompanho o blog, como inspiração para o futuro…rs mas sou da área de ciência e tecnologia de alimentos 😉

  4. Olá! Adoro seus posts! Estão me ajudando muito!
    Fui em uma nutricionista e ela me disse pra, antes dos 9 meses, não dar ovo, nem beterraba entre outros porque tem risco de alergia. Mas eu vi que você deu pra sua bebê e foi justamente pra evitar o risco de alergia! Devo perguntar pra um pediatra ou foi sua nutricionista que indicou? É algo controverso mesmo? E olha que eu já estava sonhando em quando meu bebê fosse experimentar ovo cozidinho!

    1. Jéssica, o ovo é fonte de proteína e um alimento bem completo. Eu comecei bem cedo, lá pros 7 meses. Indicacao da nutri e pediatra. Na verdade pra impedir a alergia mesmo. Eu testei um tiquinho de ovo cozido. Na verdade, o entendimento mudou de um tempo pra ca e talvez seu pediatra esteja desatualizado. bjs

  5. Ich mag das ich nehm mein DIN A4 zeichenbuch und skribbel meine ersten Ideen auf Papier. Das hat was gemütliches und zugleich was rustikales ;)Ich könnte das gleiche zwar auf dem iPad oder mit Stift und Photoshop, aber für mich gehört Papier und Bleistift einfach dazu. Liegt warsechhinlich auch an der Zeit, als ich mit Web angefangen habe, waren Mockups Fremdwörter.

Publicidade

Junia Lane