Crianças e os Novos Hábitos – Metas para 2018

Todo começo de ano é comum as pessoas pararem para refletir em como foi o ano que passou e o que fazer diferente no ano que está começando. Listar metas para o novo ano não precisa ser uma atitude restrita aos adultos, as crianças também podem traçar metas e os pais podem ajudá-las com isso.

Metas são uma excelente forma de introduzir um novo hábito. Crianças devem ser incentivadas a ser pessoas melhores, seja sendo cortês e gentil com os vizinhos, seja ajudando em casa ou arrumando o próprio quarto.

Assim, hoje, a Psicóloga Juliana Gomes traz uma lista de metas importantes para os pais colocarem em prática durante 2018 com seus filhos.

É importante lembrar que as resoluções de ano novo não são para “adultizar” as crianças, ou seja, para torná-las adultas antes do tempo, e que não devem ir além da capacidade delas.

Algumas sugestões de metas:

Guardar os brinquedos;
Escovar os dentes antes de dormir e depois das refeições;
Lavar as mãos antes de comer;
Usar cinto de segurança no carro;
Comer fruta 5 dias na semana;
Tomar refrigerante somente aos finais de semana;
Assistir no máximo 1h de televisão por dia;
Ser um aluno melhor na escola.

Você pode anotar em uma agenda, pode fazer um mural de cartolina ou papel simples e colocá-lo na parede, geladeira ou cabeceira da cama. Fazer esse mural junto com a criança faz com que ela se interesse pelo projeto e pelas novas metas.
Colocar imagens é uma ótima ferramenta para ilustrar e também dar um ânimo para a criança. Todas as vezes que olhar, lembrará do que precisa cumprir. Deixe essa lista/tabela visível, dessa forma ela poderá vê-la diariamente e se lembrar sempre.

Uma sugestão para ajudar na realização de metas para o dia-a-dia é fazer uma tabela de pontos. Crianças funcionam muito bem com premiações.

Dica: Para fazer isso com as crianças pequenas, até 4 anos, prefira colocar imagens ao invés de colocar números. Pode ser estrelinha ou rostinho feliz para a atividade feita, e rostinho triste para atividade não feita. Assim o painel fica mais lúdico e dá mais ânimo para a criança realizar a atividade e poder colocar um rostinho feliz no quadro.

CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA TABELA E DOS ADESIVOS!

Vocês podem sentar juntos e fazer o quadro de pontos. Vocês escolhem juntos 2 ou 3 ações/metas/propósitos que precisam ser feitas durante a semana e a cada “X” quantidades de pontos, ela ganha um prêmio. Esse prêmio vocês decidem juntos também (os responsáveis e a criança), sendo em comum acordo. Pode ser tomar um sorvete, assistir um filme, passear no shopping, ir ao parquinho… Há crianças que pedem celular, tablet como premiação, mas cabe ao adulto colocar o limite.

Escolham objetivos específicos, por exemplo, se a meta for comer mais frutas. Defina uma quantidade, como “8 frutas por semana”. Assim a criança consegue se organizar melhor e perceber quando a meta foi atingida.

Vocês também decidem se esse prêmio será semanal, quinzenal, mensal… Enfim, o tempo que a criança receberá o prêmio são vocês que decidem em conjunto. No início, é melhor fazer em tempos curtos, semanal por exemplo, pois a criança se sente mais motivada.

Não façam uma lista muito grande. É melhor propôr algo e cumprir, a escolher vários e não conseguir fazer nenhum. Depois que aquela meta já se tornou um hábito, vocês podem ir acrescentando outras.

É muito importante que o responsáveis e a criança decidam juntos quais serão as atividades, que conversem sobre isso. Essas metas precisam ser realistas e alcançáveis, e a criança deve entender a importância dela.

É essencial que os pequenos entendam que eles não estão sozinhos, que poderão contar com a ajuda dos pais sempre. Dessa forma, eles sentirão abertura para conversar e pedir ajuda quando necessário.

De tempos em tempos vocês podem sentar juntos, pais e filhos, e avaliar se conseguiram alcançar o que foi proposto e se realmente houve esforço para alcançá-lo. Valorizar o esforço das crianças as ajudam a se sentirem valorizadas, encorajadas, amadas, capazes e a ser pessoas melhores no futuro.

quem faz parte desse post

Texto: Psicóloga Juliana Gomes
Tabela: Chuva de Papel

Deixe seu comentário

2comentários

  1. Rafaela - 15 de Fevereiro de 2018 às 13:07

    Eu sou muito impaciente, e normalmente jogo todo meu stress no meu esposo(não temos filhos, estamos casados a 7 anos). Acho que ele não entende minhas caras e bocas, TPM….
    O que fazer para manter a cabeça fria?

    1. Juliana - 10 de Abril de 2018 às 12:25

      OiRafaela, será que não tem algo te incomodando e você não está conseguindo lidar e acaba descontando no seu esposo?! Procure entender o que te estressa e o que te incomoda.
      Tente conversar sobre o que você está sentindo e o que pode estar te incomodando, isso pode ajudar a aliviar o stress. Também procure fazer atividades que te dão prazer, procure fazer atividade física. Isso libera adrenalina e ajuda bastante a aliviar o stress e até a diminuir a preocupação.
      Procurar um aconselhamento psicológico pode te ajudar.