A primeira crise de choro

Nem sei por onde começar, mas desde a chegada da Chloe eu vinha me sentindo ótima! Parecia que tudo estava como esperado, tudo estava seguindo seu fluxo perfeitamente… No hospital ainda as pessoas se emocionavam e perguntavam como eu estava me sentindo e para falar a verdade, aquela pergunta me soava tão estranha que não sabia o que responder! Eu estava ótima! (embora muito cansada).

O que será que as pessoas estavam esperando? Eu deveria saber do que se tratava? Não li nada a respeito e não desconfiava de absolutamente nada. Após alguns dias a Lorena falou que esperava que eu fosse ficar triste ou levemente deprê e que havia surpreendido nesse ponto! Foi aí que eu entendi que o que se espera da mulher pós parto é que ela fique um pouco diferente, vamos assim dizer…

Foram 3 dias no hospital. No dia 24 recebemos alta e viemos para casa. Tudo estava perfeito até o dia 25 na hora do banho da Chloe.

Eu ainda não tinha vivido essa experiência! No hospital eles davam o banho e faziam todo procedimento de higiene com a Chloe no berçário … Quando chegou nossa vez, confesso que eu levei um susto. Ainda bem que tínhamos muita ajuda da Lorena e da minha mãe! Bom, para o banho, a Lorena preparou a água, nos ajudou a deixar o clima perfeito para um banho tranquilizador… Mas de tranquilizador não teve nada! Parecia que estávamos matando a menina. Um chororô danado, uns berros estridentes que doeram a minha alma!

Naquele momento meu mundo desabou… acho que o meu medo, minha angústia estava escondida em algum cantinho do meu corpo que eu não conseguia acessar e depois dessa crise de choro da Chloe ela veio à tona… uma hora isso iria acontecer, não é mesmo? Eu chorei mais que ela, fiquei horas chorando sem conseguir explicar a razão! Só vinha uma angústia no meu coração, um medo avassalador de não conseguir ajudá-la, de não conseguir suprir as necessidades dela, de não saber como tirar a dor dela… Daí misturou com o medo do futuro, medo de perdê-la! Socorro, quantos medos!

Fiquei chorosa assim por dias! Ela não pegou trauma, mas eu peguei trauma de banho. Perguntei pra pediatra qual era o limite para se dar banho e se eu podia dar pelo menos dia sim, dia não! hehehehe…

Cada dia é um desafio por aqui! Cada dia a gente se conhece mais um pouquinho e ela vai me ajudando a perder os medos e ficar mais confiante em mim e nos meus instintos maternos (SIM! EU SOU MÃE! Nem eu acredito).

Esse post era só para dizer que se você sentir esse turbilhão de sentimentos logo após o parto, saiba que é normal! Cada pessoa vai viver de um jeito, em algum momento. Sentir medo, angústia e a sensação de incapacidade é normal e vai passar!

Um beijo de uma mãe de primeira viagem que está perdendo o trauma de dar banho! 🙂

*Fotos do nosso último banho que foi sucesso! Uhuuuu.

Deixe seu comentário

7comentários

  1. Paula - 6 de janeiro de 2017 às 16:26

    Super Normal! Graças a Deus na maternidade já participávamos do momento do banho nossa pequena junto com as enfermeiras que nos auxiliavam. Mas, quando chegamos em casa eu também tinha vários receios. Por isso, meu marido foi o escolhido para dar banho durante todo o primeiro mês de vida da nossa filha Alice… exclusivamente! Esperava ele chegar em casa do trabalho e por isso o banho sempre foi no final do dia, inicio da noite! vai ver por isso Alice nunca deu trabalho para dormir… relax total! Claro que fui criticada em não assumir os banhos!! Mas, sou daquelas, para que mexer em time que está ganhando?? Tudo estava perfeito com o papai… e poxa já fico com toda a parte das mamadas e etc e etc… Então era um momento de toque, acolhimento, carinho e cuidado somente dela e do papai. Os dois sempre amaram! E nesse curto espaço de tempo podia descansar um pouquinho… e ficar auxiliando, escolhendo as roupinhas… registrando vídeos e as fotos! Enfim, a ajudinha do papai nesse começo é fundamental…. viu Junia!

  2. Grazi - 6 de janeiro de 2017 às 19:34

    Ahhh esse danado desse medo viu, ficou agarrado em mim por várias semanas… hoje, depois de 4 meses posso dar até workshop de como dar banho kkkkkkkk

  3. Patrícia Ledoux - 6 de janeiro de 2017 às 20:08

    Ah Junia sei bem que turbilhão é esse… e fiquei muito assustada no começo… meu marido chegava em casa e eu caia no choro, ele era meu colo…. depois vai melhorando, à medida que vamos nos conhecendo, mãe e filho, vai passando! Hoje, nessa segunda gravidez, já tenho um pouco mais de noção do que vai acontecer, mas não significa que será mais fácil! Acredito que será mais tranquilo pois eu sei que vai passar, mas com certeza vou viver tudo de novo, e estou ansiosa por isso! Um beijo em vcs, Paty, Nicolas e Baby2

  4. Leide - 7 de janeiro de 2017 às 00:49

    Hahahah ri Demais com a pergunta do banho pra pediatra…. Aqui no Canadá algumas pessoas ficam 2-3 semanas sem dar banho no newborn! Hahahah

  5. Fernanda Petelinkar - 7 de janeiro de 2017 às 16:30

    Sua linda!!! Eu ouvia mto sobre esse tal de baby blues… e tinha medo dele! Minha meta da vida desde que engravidei foi sempre estar bem pra poder passar segurança pra ela! Que pretensão, né??? Mas por vários outros motivos, minha obstetra já me medicou na maternidade com equilid, tanto pra ajudar com o leite ( que não adiantou nada) como pra eu não ficar mal. O fato é que amamentei só 1 semana mas tinha tanto medo de parar o equilid que tomei por vários meses 😬😬 e quem disse que medo do medo tb não é medo?? Sobrevivemos bem por aqui com ajuda de todos! Ufa! E ontem, depois de 2 anos e meio, quando a Jojo bateu o dente no chão, eu chorei que nem criança, mais que ela, não conseguia parar, nem explicar, já que estava td bem! Ou seja, esse sentimento doido vai nos perseguir pra sempre!!! Ele vem e vai. Nos achamos super mães e no segundo seguinte, achamos que não sabemos nada! E espere só chegar a parte de educar! Vixe maria! Vai deixar esse comecinho no chinelo! Mas nem pense nisso, curta cada pedacinho dessa gostosa! Quanto mais intenso melhor! 😘😘😘

  6. Keici Batista - 7 de janeiro de 2017 às 17:34

    Lindas.

  7. Mariana Azeredo - 11 de janeiro de 2017 às 20:19

    Já choro só de ler❤😢😘que emoção que “misturaçao”