A Música na Infância

Hoje vamos compartilhar com vocês um tema que gostamos muito: MÚSICA. Quem não gosta, não é mesmo?:) A música para a nossa família é muito importante. Nosso pai é cantor e músico, então crescemos nesse meio e gostamos demais, então queremos influenciar nossas filhas o quanto pudermos.

Já contei para vocês sobre a aulinha de música que a Bela participa desde pequenininha. Ela ama música! Desde a barriga eu colocava músicas para ela escutar, de todos os gostos. Detalhe: ela já dançava na minha barriga, hoje ela não pode ouvir uma música que já se sacode! Hahaha

Na casa da Ju também não é diferente. O Lícius, papai da Chloe, é músico. Toca sax, piano… E a Ju também toca piano. Eles fazem cultinho todas as manhãs em família e tem a musiquinha especial para a Chloe, e ela ama! Fica quietinha quando começam a cantar uma música, é uma fofa!:)

Vemos que a música é muito importante na vida de todos, que ela influencia todas as fases, todas as idades e em qualquer momento, tanto para o bem como para o mal, não é mesmo? Por isso, vamos listar alguns efeitos que a música pode trazer para as crianças.

1 – Aprender música na primeira infância melhora as habilidades motoras, a sensibilidade auditiva, a memória, concentração e organização, além da socialização em grupo e aprendizado individual;

2 – Melhora a função cerebral das crianças. Segundo pesquisas feitas pela Universidade de Vermont, nos EUA, “o treinamento musical aumenta a espessura de uma área nobre do cérebro, o córtex, responsável também pelo controle das emoções”;

3 – As crianças ficam com uma mente mais criativa, pois a música ajuda no aprendizado e na leitura rápida, no raciocínio, nas noções de ritmo e acompanhamento e, assim, estimula várias áreas do cérebro a funcionarem simultaneamente, fazendo com que a criança “tire de ouvido” o tom da música e o ritmo para tocar sem partitura e com facilidade;

4 – Quem tem costume de cantar ou colocar música próximo à barriga quando grávida, como eu fiz, assim que o bebê nasce, percebe nitidamente a conexão que ele tem com o som. A atenção dele muda, parece que ficam mais calmos, prestam mais atenção a o que está acontecendo ao seu redor e até mesmo o humor muda. Parece até mágica! Hehe;

5 – A relação do bebê com os sons é muito importante! Antes mesmo deles começarem a falar, eles emitem sons que costumam ouvir em casa. Por este motivo, tome cuidado com certas músicas, sons estranhos, para não confundir e influenciar a mente do bebê!

Muito importante!
Cada criança tem seu tempo para o aprendizado! Tem crianças que apresentam a habilidade na música mais cedo que outras, até mesmo antes da idade recomendada, que são aos 4 anos de idade. E tem aquelas que não sentem nenhum desejo ou não estão no momento certo para este tipo de aprendizado. Conheça bem seu filho e se preocupe com os interesses dele! Se você gosta de música e ele também, não perca tempo. Mas se você não vê muito interesse da parte dele (a), não obrigue!:)

quem faz parte desse post

Fotos via: Mudeford Wood Playground | Friendship cicle of Michigan

Deixe seu comentário

1comentários

  1. Rodrigo Araujo - 2 de Janeiro de 2018 às 16:53

    Muito bom. Parabéns.